Caso não consiga visualizar corretamente esta newsletter clique aqui
logo
 
ESCRITÓRIOS EM
portugal   espanha   Reino Unido   EUA   Brasil   aRGENTINa
icHoteis DICAS DE DESTINO
bannerPII
BAHIA
BRASIL
Clima tropical, praias de água quente e areia branca, paisagens de coqueiros e dunas, gastronomia típica e o sorriso das baianas. Deixe conquistar-se pelas maravilhas deste Estado!
Hotéis
bairro pituba
Hotel
marano
itapuã
Catussaba resort hotel
ondina
vila galé salvador
centro
Hotel
fasano
 
A Visitar
Avistada pela primeira vez em 1501, Salvador foi fundada em 1549, por Tomé de Souza, e ostentou o título de capital até 1763. Hoje destaca-se pelas praias calmas e herança cultural. No Largo do Pelourinho observa-se o colorido das casas coloniais, restaurantes, bares, galerias de arte e lojas, encimadas pela Igreja N. Sra. do Rosário dos Pretos e pela Fundação Casa de Jorge Amado. De ruas íngremes e um povo sempre em festa, chega-se ali pelo Elevador Lacerda, que liga a Cidade Baixa à Alta. Novamente no Lacerda desce-se, diretamente, para o Mercado Modelo, edifício tornado Monumento Nacional em 1966, junto à Baía de Todos os Santos, e onde se compra um pouco de tudo. A Basílica, Igreja e Convento de S. Francisco, com interior em talha dourada; e a Igreja da Ordem Terceira de S. Francisco são outros pontos a visitar. Ao todo existem 365 igrejas, uma para cada dia do ano, mas aqui convive-se bem com o místico e profano, sendo natural andar pelas ruas e ouvir o tocar do berimbau em mais uma roda de capoeira. Há uma igreja que se destaca: a do Sr. do Bonfim, de onde se trazem as pulseiras coloridas. Em meia hora, visitam-se as Ladeiras da Montanha e do Gabriel, terminando no Unhão, junto à baía, construído no séc. XVII ao estilo colonial e que alberga o Museu de Arte Moderna. Para praia, a Ilha dos Frades é uma das melhores opções, sendo envolta por mata atlântica e coqueiros, com acesso feito através de barco.
Quem sai de Salvador com destino à Praia do Forte, passa em Itapuã - praia imortalizada pelo cantor Vinicius de Moraes - e chega a um dos principais balneários do Estado, onde está reunida a maior oferta hoteleira e a vila que, um dia, foi de pescadores e agora dá corpo ao TAMAR, projeto de conservação de tartarugas marinhas, desde 1982. Fora da vila, o Castelo Garcia D’Ávila foi uma das primeiras fortificações portuguesas no Brasil colonial, erguida entre 1551 e 1624.
Sugere-se ainda visitar a Costa dos Coqueiros, cujas praias são cercadas por quebra-mar naturais, além das lagoas e rios; e a Costa do Sauípe plena de praias selvagens.
O que comer?
O célebre Acarajé é o petisco mais comum da Bahia. Embora se encontre em qualquer restaurante, é tirando do tabuleiro das baianas - que o cozinha ao vivo nas ruas - que sabe melhor. O Acarajé é um bolinho de feijão fradinho, frito em azeite dendê (óleo de palma) e recheado com vatapé, um molho condimentado de peixe, camarão, coco, amendoim, cajú, gengibre e pimenta.
Não pode deixar de provar ainda o Caruru, um cozido de quiabo com vários ingredientes; Moqueca, o típico ensopado de peixes, frutos do mar, tomate e pimenta, dendê e leite de coco; Arroz de Hauçá, em leite de coco e com carne-seca frita, alho e cebola; um Xinxim de Galinha ou o famoso Bobó de Camarão.
Acompanhe com uma caipirinha e termine com uma cocada, um Mugunzá (doce de grão de milho) ou um Bolinho de Estudante, com tapioca, coco, açúcar e canela. Para refrescar, prove o Picolé, um gelado em palito que faz as delícias de todos.
Curiosidades
Sabia que a Independência da Baía se celebra a 2 de julho? Tão ou mais importante é saber que a Festa de Iemanjá acontece a 2 de fevereiro.
A Igreja do N. Sr. do Bonfim, cuja celebração decorre em janeiro, foi construída entre 1545 e 1754 e abrigava uma imagem do Sr. Bom Jesus do Bonfim, levada de Lisboa. Aqui são típicas as fitinhas coloridas que são amarradas ao pulso após pedir três desejos.
O Farol da Barra - ou Farol de Sto. António - tem 200 anos e 22 metros de altura e é das principais atrações, tendo guiado navios naquele que foi um dos principais portos do Continente.
Também chamado pelos locais como ‘Pelô’, o Pelourinho é um bairro de estilo colonial barroco português, está no Centro Histórico da Cidade e é considerado Património Histórico da ONU. Era na coluna de pedra, que está ao centro da praça, que eram castigados os escravos.
Recomendações
A melhor época do ano para visitar Salvador é entre dezembro e fevereiro/março, altura do Carnaval. Em 2020, o Carnaval vai de dia 19 a 26 de fevereiro. O Réveillon é também um dos mais procurados do Brasil.
O período mais forte de chuvas é entre abril e junho.
Apesar da forte presença policial no bairro do Pelourinho, os assaltos a turistas são comuns pelo que se recomenda atenção e cuidado.
Quem quiser observar baleias jubartes, pode fazê-lo entre julho e outubro, quando estas visitam o litoral baiano, no Instituto Baleia Jubarte, Praia do Forte.
Sabe qual a melhor vista panorâmica sobre a Baía de Todos os Santos? Tem 150 anos e é desde o Elevador Lacerda.
 
fUSO hORÁRIO | -3 GMT
brasil | +55
salvador | 71
€ 1 | R$ 4.5
HelpDesk
HELP DESK
helpdesk@abreuonline.com
Emergencia
HELP DESK 24/7
+351 21 010 2693
abreuonline.com
TAKING YOU GLOBALLY
Para deixar de receber esta newsletter clique aqui